Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gato Pardo

Para quem conhece, vocês estão mais que vacinados. Vocês não conhecem isto? São maiores de idade? Trazem o vosso cartão de cidadão, boletim de vacinas e resgisto criminal? Não? Fantástico!!!

Gato Pardo

Para quem conhece, vocês estão mais que vacinados. Vocês não conhecem isto? São maiores de idade? Trazem o vosso cartão de cidadão, boletim de vacinas e resgisto criminal? Não? Fantástico!!!

O mundo é uma ervilha...

13.09.13publicado por Gato Pardo

As mais diversas pessoas escolhem o anonimato na escrita pelas mais diversas razões.

Ou porque o que abordam é demasiado pessoal, porque não estão para serem criticados pela sociedade em geral, porque sim ou simplesmente porque...sim! Tão e somente. Nunca me incomodou o anonimato das pessoas com quem "dialoguei" aqui. Não julgo as pessoas pela aparência, peso, crenças religiosas ou o que o valha. E se nunca lhes vi o rosto, não perco um minuto de sono por isso. Cada um é como cada qual. Mas reservo a mim o direito de opinar sobre o que me dá ganas. Doa a quem doer.

Hoje tive um dejá vu. Algo que já havia acontecido uns bons anos atrás e que uma vez mais aconteceu. É estar a fazer algo perfeitamente banal e ouvir algo sobre o Gato Pardo. Não a pessoa por detrás da personagem, mas sobre a personagem em si.

Lisboa. A caminho de casa lembrei-me que não tinha tabaco. Simplesmente para não ter que sair de casa mais tarde, parei no posto de combustível mais próximo e toca de comprar dois maços de John Player. Estava eu na fila quando ouço duas mulheres mais à frente a dizerem algo do género...

 

- Ocasionalmente, leio o blog do Gato Pardo. Alguma vez leste?

- Não. Alguma coisa de jeito?

- Nem por isso. Totalmente machista, arrogante e sem pingo de boa educação. Mais um idiota na blogosfera com demasiado tempo nas mãos...

 

{#emotions_dlg.unheart}

O horror...A tragédia...

Admito. No meu âmago, sorri. Não é todos os dias que nos cruzamos com uma versão de inquéritos de rua sobre o felino.

Bem, vamos lá dissecar isto...Bisturi! Esponja! Motosserra! Dicionário de vernáculo da Porto Editora! Check... Vamos lá então...

Primeiro, vamos lá deixar a hipocrisia de lado. Não me recordo de ter assinado documento algum quando criei o blog que me obrigasse a escrever mediante a vontade alheia dos leitores. Se é esse o desejo de algumas pessoas, vão comer pipocas (o que para bom entendedor e leitor assíduo, sabe bem o que significa) e arrotar postas de pescada para outra freguesia (ops, lá fui eu arrogante outra vez...Que chatice...). A minha "arrogância" vem com o pacote (que inclui também o sarcasmo, a ironia, 1/4 de vernáculo e 2 kg de arroz Basmati). Há quem lhe chame arrogância, eu chamo-lhe incontinência verbal (que falta a muito boa gente). Resumindo, nada a fazer. A arrogância faz parte do charme juntamente com os cabelos brancos.

Machista...Hum, isso é conversa de quem das duas, uma. Ou lê o blog na diagonal (nunca recomendei a leitura do blog ao mesmo tempo da utilização de um vibrador, as letras ficam pouco legíveis e a leitura quase impossível) ou nem sequer o lê. Machista não sou. Muito pelo contrário, até. Cheira-me que foi falta de adjectivos depreciativos na altura. Mas dou um desconto.

Sem pingo de boa educação. Bem, isto na minha cartilha é muito relativo. Considero mais má educação falar pelas costas de uma pessoa (que só por acaso era o que as meninas estavam a fazer, embora sem saberem, right?) do que mandar alguém à m*rda olhos nos olhos. E eu tenho uma lista razoavelmente extensa de pessoas que caem na segunda opção que podem corroborar o que estou a escrever.

Idiota com demasiado tempo nas mãos. Bem, quanto a isso nada a fazer. Cada qual tem a sua forma de ver as coisas, mesmo aquelas sobre as quais nada conhece. Por exemplo, eu não conheço (nem tenho particular desejo em conhecer) nenhuma das duas mulheres em questão mas posso dizer que nos breves dois minutos que partilhámos o mesmo espaço geográfico da Galp, tirei as seguintes ilações.

- Cinto (sim, porque embora homem eu sei o que é uma mini saia) amarelo com mini mini top cor de rosa fluorescente não é apelativo. Chama-se cegueira. Grave!

- Falar 3 decibéis acima do nível sonoro que nos rodeia só é válido num concerto dos Moonspell. E apenas válido para o vocalista. E não, não vá vestida dessa maneira para um concerto dos Moonspell. Um conselho de amigo (que não sou mas fica o conselho na mesma).

- É um bocadinho de mau tom gozar (sim, porque não foi brincar) com pessoas que estão a fazer o seu trabalho como foi o caso da senhora que estava à caixa. Respeitinho é muito bonito. Aparentemente um conceito que vos é ligeiramente desconhecido.

O mundo é verdadeiramente uma ervilha. Giro, não é?

8 comentários

Comentar este post